Por que o Aeróbico não é bom para emagrecer

Quanto de aeróbico é necessário para ficar em grande forma? E quando o aeróbico começa a causar problemas? Leia mais para descobrir.

Cada vez que eu vou para a academia, vejo o mesmo grupo de pessoas sobrepesas molharem suas roupas fazendo horas de exercícios aeróbicos.

Todos os dias eles estão lá, suando nas mesmas máquinas, provavelmente reservadas e nomeadas até agora, e elas são tão gordas como sempre foram. Alguns são ainda mais gordos do que quando começaram.

Depois de todo esse tempo, eles realmente pensam que alguma coisa vai mudar?

Brincadeiras a parte, a verdade é que essas pessoas estão apenas seguindo décadas de conselhos de exercício ruins centrado em torno de longas horas de aeróbico, que tem produzido milhões de Overtraining, excesso de peso, pessoas viciadas em queimar calorias em vez de ficar em forma.

Agora, você pode estar pensando que sou firmemente contra exercícios aeróbicos. Na verdade não sou. E como você verá, ele tem seus benefícios e utilidades.

Quando feito corretamente, o aeróbico pode melhorar sua saúde, ajudar a perder gordura mais rápido, e até mesmo ajudar no ganho de massa muscular. Mas quando feito de forma inadequada, ele pode fazer o oposto: prejudicar a saúde, deixar de ajudá-lo a emagrecer e impactar negativamente a composição corporal.

Quanto aeróbico você deve fazer para emagrecer e quanto é demais?

Vamos começar respondendo a esta pergunta simplesmente:

Você deve fazer cardio tanto quanto é preciso para alcançar seus objetivos e não mais do que isso, não deve ser feito a ponto de prejudicar significativamente o seu desempenho físico, recuperação ou saúde.

Se isso soa excessivamente cauteloso para você, eu entendo. Devemos fazer o aeróbico é como um medicamento que você usa cuidadosamente para vencer a doença sem destruir seu corpo no processo.

no entanto, essa metáfora é mais precisa do que muitas pessoas percebem.

  • A pesquisa mostra que os atletas de endurance estão em um risco mais elevado de disfunção cardíaca do que o público geral que não corre, e que quanto mais velhos eles ficam e mais eles correm, pior é o problema.
  • A pesquisa mostra que maratonistas desenvolvem mais a placa arterial do que os não-corredores sedentários, o que aumenta o risco de acidente vascular cerebral e demência.
  • Quanto mais você faz aeróbico, mais estresse você causa em seu corpo, e se levá-lo muito longe, você pode acabar em um estado de estresse crônico em que seu corpo não pode se recuperar adequadamente de seus exercícios.
  • Olhe em torno de atletas de endurance um pouco e você vai perceber rapidamente quantas pessoas têm problemas com seus joelhos, costas, quadris, tendões e ossos.

Embora seja um pouco sensacionalista dizer que fazer muito aeróbico pode matá-lo, há alguma verdade nisso.

A realidade é que, se o seu objetivo é olhar para o espelho e sentir-se bem, mais aeróbico e exercício em geral, nem sempre é melhorQuantidades moderadas irá melhorar a saúde, mas muito prejudica.

Então, com essa abertura sobre o assunto no lugar, vamos dar uma olhada em como seus objetivos devem ditar como você faz o aeróbico.

Quanto aeróbico você deve fazer para perder peso?

A maioria das pessoas que estão fazendo aeróbico estão tentando perder peso. Na verdade, muitos pensam que você  simplesmente não pode perder peso sem sacrificar horas e horas de aeróbico.

Infelizmente, a pesquisa mostra que apenas fazendo o aeróbico regular garante pouco na perda de gordura. Na verdade, muitas pessoas  acabam até mais gordas do que quando começaram suas rotinas de aeróbico.

Bem, eu tenho uma boa notícia para você: você pode ficar mais magro como sempre quis sem precisar fazer mais de uma hora ou duas de cardio por semana. 

Na verdade, se você quiser atingir e manter um nível baixo de gordura corporal, preservando seus músculos, força e saúde em geral, você  não pode  submeter-se a uma rotina de aeróbico torturante. Você  deve  fazer menos do que você provavelmente pensa ser necessário.

Por que o Aeróbico não é bom para emagrecer

Você tem que treinar duro para queimar algumas centenas de calorias fazendo aeróbico, mas você pode comer essas calorias perdidas todas de volta (ou mais do que você perdeu) sem sequer perceber. Um punhado de nozes e um pedaço de fruta já é o suficiente.

O ponto aqui não é que a energia que você queima fazendo o aeróbico não apoia seus esforços para a perda de gordura, mas se você não está também regulando corretamente sua ingestão de alimentos, você provavelmente não vai chegar a seus objetivos de emagrecimento.

Seu corpo se adapta ao exercício para reduzir o gasto calórico.

Isso é particularmente problemático, porque muitas pessoas que fazem horas de aeróbico para perder gordura são completamente leigos deste elemento adaptativo de exercício.

O problema é simples: quanto mais você faz um certo tipo de atividade, mais seu corpo se adapta para aumentar a eficiência, e quanto mais isso ocorre, menos energia é seu corpo gasta para continuar a fazê-lo.

O efeito disso é que as pessoas muitas vezes pensam que estão queimando mais calorias fazendo aeróbico do que realmente estão, comem mais do que deveriam para manter um déficit calórico adequado e, em seguida, pergunto se seus metabolismos estão apenas lentos ou se a contagem de calorias simplesmente  não funciona.

Não querendo desistir, muitos tentam combater o fogo com fogo fazendo ainda mais aeróbico, o que aumenta o gasto calórico geral, mas também traz os vários riscos de saúde discutidos anteriormente.

Aeróbico não preserva o músculo, que é tão importante quanto perder gordura.

Nós instintivamente dizemos que queremos perder peso, mas o que realmente  queremos fazer é perder  gordura (emagrecer).

Esta distinção é importante porque perder peso inclui perder músculo, que é de se esperar quando você combina um déficit calórico com aeróbico sozinho.

A chave aqui é a inclusão de treinamento de força (musculação) em sua rotina de emagrecimento, o que garante que você perde quantidades máximas de gordura e quantidades mínimas de músculo.

Assim, como você pode ver, o aeróbico é uma espada de dois gumes. Um pouco do material certo pode ajudá-lo a perder gordudra sem comprometer a sua saúde, mas apenas se combinado com uma dieta adequada também.

O que então,  é  a “coisa certa” quando se trata de aeróbico e perda de gordura?

Bem, já mencionamos que eu não fazer mais do que 2 horas de aeróbico por semana, quando dieta para perda de gordura, e eu recomendo o mesmo para você, mas há um pouco mais para o meu conselho…

O melhor tipo de aeróbico para emagrecer

Quando se trata de perder gordura, nem todos os tipos de aeróbico são iguais.

O tipo de aeróbico que você vê a maioria das pessoas fazer é chamado de aeróbio de baixa intensidade de estado estacionário e envolve períodos mais longos de atividade de baixa intensidade como caminhar, trotar ou andar de bicicleta.

Ele pode ajudá-lo a perder gordura mas, como observado acima, é muito fácil de recuperar essas calorias com a comida e queima menos e menos energia ao longo do tempo. A realidade é que não é a melhor maneira de gastar seu tempo se a perda de gordura é o seu principal objetivo.

Porém, há outra maneira de fazer seu aeróbico, e é muito mais eficaz para perder gordura. É chamado de treinamento intervalado de alta intensidade,  ou  HIIT, e envolve períodos alternados de baixa e alta intensidade.

Sim, HIIT é mais difícil do que o aeróbico tradicional, mas também é muito melhor em termos de perda de gordura e preservar a massa muscular.

Qual é a sua opinião sobre aeróbico e emagrecimento? Tem mais alguma coisa para compartilhar? Deixe nos comentários abaixo!

Avalie este artigo!
[Total: 1 Average: 5]
X
Novo Cadastro